Camisas do Grêmio » Coluna do Társis
Coluna do Társis

670O Grêmio perdeu jogando em casa para a Universidad do Chile, em sua partida de ida pelas oitavas de Final da Copa Libertadores da América. Assim, praticamente deu adeus à disputa.

Espero que não me levem a mal. Nem me chamem de corneteiro ou oportunista.  O que eu não posso é ser hipócrita.
Porque acredito que é o fim da melancólica participação gremista rumo ao tão sonhado Tricampeonato? Porque o Grêmio não jogou futebol em 2011. Qualquer pessoa que tenha visto o Grêmio jogando o ano passado pode atestar isso.

As razões porque o time não joga são várias e se me permitem, vou listá-las para uma compreensão simples e quem sabe, uma solução se encaminhe.

Ataque: perdemos Jonas que era o matador do time. Perdia três gols para fazer um, mas como o Grêmio empilhava oportunidades, os gols acabavam saindo.
Além dele, perdemos André Lima, um coadjuvante bom em bolas aéreas, um jogador vibrante, eficiente e identificado com a torcida gremista. Borges, que retornou de lesão, não rendeu mais, deixou de ser o antigo Borges para ser um  novo e ineficiente atacante. Viçosa não teve tempo de se firmar, Diego Clementino é  apenas esforçado.
Lins e Vinícios Pacheco, estranhamente, não atuam, ninguém sabe o mistério, já que na ausência de alguém melhor, eles mereciam uma oportunidade.
O Escudeiro, infelizmente, não tem condições técnicas de jogar pelo Grêmio. Não atua como meia, nem no ataque, ou seja, ele é um a menos em campo. Funciona no Gauchão, um campeonato feito para enganar a torcida, ou porque não dizer, as torcidas.
Carlos Alberto é esforçado, mas só. É briguento, confuso, taticamente inexiste, embora a derrota de hoje não seja propriamente culpa dele. Mas se era para trazer um medalhão em fim de carreira porque diabos ninguém economiza dinheiro dá chance ao Mitchiuê?

Defesa: lembra quando todos pediam a cabeça do Paulão? Que o Paulão era uma piada? Pois bem, o Paulão saiu e ninguém ficou no lugar. Rafael Marques é um engodo. Responsável direto pelos dois gols sofridos hoje, a defesa gremista faz água, é uma farsa, toma gol de cabeça todo jogo. E não é por falta de zagueiros. Neuton, Wilson, Mário “Fujão” Fernandes,  são todos zagueiros de origem “promovidos” para outras posições.  Pensem nessa defesa no próximo GRE-nal. Alguém imagina que o co-irmão não vai marcar pelo menos um gol de cabeça nessa defesa? Victor, disparado o melhor goleiro do Brasil está fora do time. Não acho o Marcelo ruim, mas ele é apenas normal.

Laterais? Gabriel parou de tomar pílulas de futebol e lateral esquerdo nunca tivemos de fato.

No meio campo não dá pra culpar o Rocka ou o Alemão. Quando eles não estão em uma grande jornada, o time todo afunda.  Com todas as críticas possíveis, são eles e o Douglas que tem carregado o Grêmio. E o Lúcio, o coração desse time, que não pode jogar.

A julgar pelo que escrevi e pelo histórico recente, seria possível imaginar qualquer outro cenário que não uma derrota ou uma eliminação precoce desta Libertadores?
Claro que eu, tu, nós torcedores não queríamos pensar no pior, porque já vimos times piores que esse chegarem em finais. Agora, se racionalizarmos, se fizermos uma análise imparcial  é impossível dar crédito.

O Renato perdeu a mão?

O esquema de atacar, atacar e atacar mais, funciona se não tivermos uma dupla de matadores inspirados ali na frente? Se não jogamos abrindo caminho pelas laterais? Se tivermos uma defesa lenta pelo chão e pesada pelo alto?

Claro que eu quero muito queimar a língua. Espero que não me levem a mal. Nem me chamem de corneteiro ou oportunista.  O que eu não posso é ser hipócrita.
Quero que o Grêmio use esse choque de realidade para cair na real. Para sair do coma em que se meteu em 2010 e jogar bola em 2011.
Tomara que do sonho à realidade, a paixão da massa tricolor recoloque a locomotiva nos trilhos. Não sei se é possível mas é urgente.

Celebridades, Coluna do Társis

Finalmente a espera teve fim.
O novo manto sagrado do Grêmio foi lançado hoje em uma festa que reuniu imprensa, associados do Grêmio e direção.

O lançamento me chamou a atenção pela interação entre torcida, direção, personalidades e jogadores em um excelente trabalho do Marketing tricolor.

O desfile contou com personalidades convidadas como Daniel Bueno, Dani Bolina, Nina Fortini, Larissa Maciel e Sheron Menezes e ainda envolveu os principais jogadores do atual elenco do Grêmio, que um a um, desfilaram apresentando os novos modelos escondidos até o último instante.

Desta vez… valeu a espera!

A nova era Topper começou bem e agradou à equipe do Camisas do Grêmio. Desde a ação de marketing em si, até os modelos propriamente ditos.
São três modelos principais: tricolor, branco e a excelente volta da camisa celeste.

Apresentou um modelo tradicional, coeso e bonito, que honra as tradições do Maior do Sul:  ideal para conquistar o TRI da Libertadores.
Uma análise mais apurada faremos mais tarde. Parabéns à Topper e ao Grêmio e seu Depto. de Marketing. O torcedor é exigente e não espera menos.

Em tempo: reparem nas estrelas que existem como marca d´agua na parte azul da camisa tricolor

As fotos que ilustram o lançamento são de @Oslec1983 e @SaltoAltoFC

Coluna do Társis

A Topper prepara festa de lançamento do novo manto sagrado

Será no dia 15 de fevereiro que a nação tricolor conhecerá o novo manto sagrado do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense!

Além de contar com a presença maciça de todos do Grêmio (diretoria, jogadores, comissão técnica, etc.), o desfile dos novos uniformes terá a cobertura do site oficial.
A torcida espera um modelo que resgate as raízes copeiras e vencedoras e torce para um acerto da Topper, que já acertou a anunciar a volta da camisa celeste. O modelo Shadow, sucesso de vendas, deverá ser lançado apenas no segundo semestre.

A julgar pelos modelos Topper apresentados para o Galo, podemos apostar que o uniforme deve agradar a fanática torcida do Maior do Sul.

Fiquem ligados!

Coluna do Társis

Agora que sabemos que a Topper é a nova fornecedora do material esportivo do Grêmio, ficamos na expectativa para saber como será o material criado para o Maior do Sul e principalmente como serão os fardamentos de 2011.

Como tradicionalmente acontece, logo teremos inúmeros desenhos com sugestões para os uniformes pipocando na internet.
Baseado nas conversas da Direção do Grêmio, tudo leva a crer que uma volta às origens coperas e vencedoras deve acontecer também no novo uniforme, uma vez que o futuro do Grêmio está em olhar e aprender com seu passado glorioso.

A Topper também sinaliza que não deve adaptar o manto sagrado a nenhum “padrão” pré-estabelecido, um problema recorrente com a Puma e que desagradava grande parte do torcedor, além dos atrasos constantes.

Por isso, decidimos abrir a temporada de modelos do novo fardamento, entregando de cara, algumas sugestões à Topper e a maior e melhor torcida do Sul.
Vejam como ficaria nossa versão tricolor – tradicional – porém com a gola diferenciada:

527

Em seguida, a tão sonhada celeste, ideal para disputar a Copa:

528

Por fim os modelos branco…

529

…e preto, camisa que já foi utilizada como camisa de jogo em 2010 e por conta do sucesso, pensamos que pode ser uma boa continuar a ser produzida, embora em uma versão muito mais sóbria.

530

Vamos lembrar que são apenas sugestões baseados no gosto criador dos modelos (Társis Salvatore, ou seja, eu mesmo) e em uma rápida pesquisa de marketing feita durante um curto período próximo ao fim do ano. Decidimos não contemplar nenhum modelo que mencione o Ronaldinho Gaúcho, embora esses desenhos possam ser aplicados perfeitamente caso ele volte a jogar no Imortal.

O que você achou? Deixe seus comentários.

Coluna do Társis

Com meses de atraso, o terceiro uniforme do Maior do Sul estará disponível à votação dos torcedores.
A votação deve irá até dia 18 de junho, ao meio-dia. Somente sócios e cadastrados no Exército Gremista poderão votar em um dos modelos escolhidos pela direção gremista.

A polêmica fica por conta dos modelos. A simples adoção do layout Puma usado pelas seleções africanas na Copa da África. O mesmo modelo que, segundo as palavras do marketing gremista, havia sido recusado. O mesmo modelo já é utilizado no uniforme branco.

Não quero cair mais em discussão sobre o uniforme ser ou não apropriado. Para mim, os problemas e polêmicas relativos ao desconhecimento da tradição tricolor e ao desrespeito pelos fardamentos gremistas, já chegaram no limite.

Vou pedir licença ao Diego e ao Quico, que também assinam as matérias do Camisas do Grêmio, para simplesmente fazer campanha pelo único modelo que, ao meu ver, merece voto.

Ainda que pudesse ser melhor, esse modelo celeste, é o único que tem o mínimo de condições e beleza. Os demais são de chorar de tão feios. Uma simples adaptação, sem grande esforço, dos uniformes africanos lançados pela Puma.

Isso porque o terceiro uniforme permite alguma ousadia, ou pelo menos um layout diferente. O próprio site Camisas do Grêmio fez um trabalho excepcional convidando os torcedores para criar um modelo diferenciado, no projeto “Vista o Grêmio”. Parece que nada disso sensibilizou os designers da Puma ou o marketing gremista.

Vamos torcer para, seja qual for o uniforme escolhido, o time renasça e volte inteiro após o parada imposta pela Copa do Mundo.