1993

Fotos: Eduardo Figueiredo

Detalhes: Camisa sem o patrocínio da Coca-Cola usado da época usado em competição no exterior, provavelmente utilizada nestes jogos:
05/05/1993 Grêmio 1 x 3 Nagoya Grampus Eight (Japão)
08/05/1993 Grêmio 0 x 2 Shimizu S-Pulse (Japão)

1993

Esta camisa de hoje foi enviada por e-mail pelo colecionador Pablo Moraes, que seguido colabora com o blog enviando fotos de raridades. Esta foi postada aqui há um tempo atrás, mas nas fotos de antes a branca possuia o número 10, por isso estou postando novamente, pois a do Pablo é sem número. Segundo o Pablo esta camisa custou R$ 14,90 na época. Lembrando que o salário mínimo era de R$ 89,00…

Existem diversas versões para estas camisas com o “Campeão Brasileiro” na caixa preta junto ao patrocínio da Penalty, porém dentre elas a mais plausível é de que sejam camisas comemorativas vendidas na loja com alusão ao título de 1981 para tentar aumentar as vendas. Um fato curioso sobre elas é que todas são sem número e quando tem número o mesmo não possui um padrão nem é parecido com os outros feitos pela Penalty.

Abaixo as fotos:

427

426

1993

Esta camisa me foi enviada pelo Pablo Moraes por e-mail e, se realmente for o que achamos é uma baita raridade. O Pablo, que enviou a camisa, acredita que ela tenha sido usada em uma excursão do Grêmio pela Tailândia em 1993 onde teriam usado, apenas nos jogos desta excursão, o patrocínio da Family no lugar do Coca-Cola. Ele acredita terem sido usadas lá pois foram encontradas no ebay da Tailândia. Outra hipótese para sua origam é de que tenham sido personalizadas pelo dono, neste caso não sendo assim tão raras.

Eu nunca havia visto antes e, caso alguém, de preferência no Brasil, as tenha e queira negociar eu teria bastante interesse.

301300303302



1993, 1994

Mais duas camisas em que a Penalty ao invés de colocar o patrocinador (Coca-Cola) colocou apenas sua marca. Em uma delas a alusão ao título brasileiro, na outra apenas sua marca.

Existem diversas versões para estas camisas com o “Campeão Brasileiro” na caixa preta junto ao patrocínio da Penalty, porém dentre elas a mais plausível é de que sejam camisas comemorativas vendidas na loja com alusão ao título de 1981 para tentar aumentar as vendas. Um fato curioso sobre elas é que todas são sem número e quando tem número o mesmo não possui um padrão nem é parecido com os outros feitos pela Penalty.

Camisas do colecionador Vascaíno.

244 245